contato@redevertical.com

47.3804.4009

47.98482.5000

Nuvens de gafanhotos: sinal dos fins dos tempos?

Nuvens de gafanhotos: sinal dos fins dos tempos?

Estudiosos de escatologia tem buscado incansavelmente respostas através de cálculos do que diz a Bíblia sobre tempos, números e sinais que apontam o fim dos tempos. “Haja luminares na expansão dos céus, para haver separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais e para ‘tempos determinados’ e para dias e anos” em Gênesis 1,14. Muitos teólogos afirmam que esses “tempos determinados” não seriam apenas para presidir o dia e a noite e sim para revelar os “acontecimentos” e cumprimento de toda Escritura. A palavra descrita “tempos determinados”, em Hebraico remete às estações (do original – Mow èd ou Moed). Resumidamente, isso quer dizer que sim, Deus estabelece tempos e tempos (estações), para que se cumpram sua Palavra.

Desde os primórdios, na história do povo de Deus, acontecimentos sempre nortearam a vida dos eleitos como as guerras descritas em Mt 24:7, “nos últimos tempos, antes do fim, nações entrarão em desacordo”. As falsas doutrinas apregoadas por mestres enganadores. “E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos”. Mt 24,11. O próprio esfriamento da Igreja e abandono da fé também em Mt 24, “Devido ao aumento da maldade, o amor de muitos esfriará”. E por fim os desastres naturais. Enchentes torrenciais, ou o oposto dela, as secas. Estamos ou não vivendo muito dessas coisas? Que seria essa invasão de gafanhotos, registrada ontem, 23 de junho, e detalhe; agora tão próxima do Brasil?

Desde 2004, esse inseto tem causado destruição por onde passa. Antes de chegar em Cairo no Egito, houve registros de devastação nas lavouras do norte da África, como Mauritânia, Mali, Níger e também em Chipre alcançando também a Espanha. Em 2006 o México. E Entre o final de 2019 e início deste ano, foi a vez do leste africano ser dizimado pela infestação, registrada como a pior dos últimos 70 anos.

“Pela manhã, o vento havia trazido os gafanhotos, os quais invadiram todo o Egito e desceram em grande número sobre toda a sua extensão. Nunca antes houve tantos gafanhotos, nem jamais haverá. Eles cobriram toda a face da terra de tal forma que ela escureceu. Devoraram tudo o que o granizo tinha deixado: toda a vegetação e todos os frutos das árvores. Não restou nada verde nas árvores nem nas plantas do campo, em toda a terra do Egito” em Ex 10,14.

Fiquemos mais uma vez com a reflexão do texto bíblico: “Portanto, vigiem, porque vocês não sabem em que dia virá o seu Senhor. Mas entendam isto: se o dono da casa soubesse a que hora da noite o ladrão viria, ele ficaria de guarda e não deixaria que a sua casa fosse arrombada. Assim, vocês também precisam estar preparados, porque o Filho do homem virá numa hora em que vocês menos esperam”. Mt 24:42-44.

Realmente não sabemos o dia e nem a hora, mas os sinais estão aí, bem visíveis. “Quem tem olhos para ver, que veja”.

Por Viviane Schaefer – Redação Rede Vertical